Lenda Virtual: As chaves para fazer reboot na Internet

29 07 2010
http://gerentebeminformado.blogspot.com

Agora o blog está em outro endereço (http://gerentebeminformado.blogspot.com/) com novo layout e novas notícias. Clique na imagem abaixo e nos acompanhe.

[tweetmeme source=”gerentebeminfor” only_single=false]

Existe uma lenda virtual, que circula há pelo menos 8 anos na internet, de que alguns dos maiores estudiosos do mundo em TI estariam trabalhando em um dispositivo que fosse capaz de reiniciar toda internet, em caso de um ataque a nível mundial.

Tudo começou após alguns ataques terroristas pelo mundo, e esse grupo, mais precisamente 5 pessoas, acreditavam que era questão de tempo para que os terroristas adquirissem conhecimento necessário para um ataque virtual. Sem dúvida, um ataque assim não exterminaria apenas vidas, mas também poderia fazer com que inúmeras informações confidenciais caíssem em mãos erradas.

Claro que tamanha responsabilidade não poderia recair sobre apenas uma pessoa, por isso, essas 5 pessoas possuem fragmentos da “chave”. Porém, ao contrário do que se pensava, essa chave não reiniciará a internet por um todo, mas sim parte dela, como explicarei mais abaixo.

Paulo Kane, diretor-executivo de uma empresa de tecnologia baseada em Bath chamado CommunityDNS, faz parte da equipe que trabalhou, durante 10 anos, no sistema de segurança (DNSSEC), um sistema que as empresas podem usar para trazer mais segurança para seus sites.

Para demonstrar como a tecnologia é segura, o lançamento inclui a coroação de sete “chaveiros”. No caso de um ataque terrorista ou catástrofe de grandes proporções, cinco dos chaveiros, que se encontram em um local seguro nos Estados Unidos, reiniciariam o sistema.

Ao ser questionado se tal ato seria como um grande Ctrl + Alt + um gigantesco Del na internet ele afirma que não, pois apenas parte da internet seria reiniciada, ou seja, apenas os sites que contarem com a tecnologia DNSSEC de segurança. “O resto da internet continuaria a funcionar normalmente.”

Ao fim da entrevista, Kane acaba confirmando as suspeitas, ele é um dos portadores das sete “chaves”, que na verdade são cartões criptografados. Mas como já era de esperar não revelou o nome dos outros. Juntamente com essa revelação ele deixou bem claro que a possibilidade de tal sistema ser capaz de cobrir toda a internet é absolutamente nula, pois é algo feito para instituições privadas, apenas como último recurso para evitar a violação de seus dados.

Este post é uma adaptação dos blogs Gizmodo e MundoTecno.

Um abraço a todos.

Veja também:

Quem é Robin Sage? Uma Violação na Segurança Americana?

Pen drive Indestrutível

Massinha de Modelar Magnética, ou é o Venom?








%d blogueiros gostam disto: